Logo img-responsive
Facebook

Peixe BR discute certificação do peixe de cultivo

O presidente executivo da Peixe BR, Francisco Medeiros, participou no dia 29 de agosto de 2017, no Auditório do Instituto de Pesca, em São Paulo (SP), de reunião sobre a assinatura de um protocolo de melhoria da aquicultura para a indústria brasileira.

O encontro tratou dos processos para criação de um selo de certificação para o pescado de cultivo, acompanhado da logomarca do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO). O INMETRO possui reconhecimento da sociedade brasileira e pesquisas recentes conduzidas pelo IBOPE demonstraram que cerca de 80% dos consumidores reconhecem o selo da instituição como marca de confiança e de credibilidade, influenciando positivamente sua decisão de compra.

Durante a reunião, a Coordenadora do Programa de Certificação Voluntária do Pescado Brasileiro, Alessandra Julião Weyandt, detalhou o funcionamento e o organograma do selo de certificação e as duas normas base para definição dos parâmetros a seguir para obter a certificação.

As duas normas bases são:

ABNT NBR 16374:2015 – Esta norma especifica os requisitos básicos para criação da tilápia em tanques-rede, viveiros escavados e barragens, desde a implantação do empreendimento aquícola até a despesca, para a produção de pescado seguro, viável e com qualidade.

ABNT NBR 16375:2015 – Esta Norma especifica os requisitos básicos para criação dos peixes redondos e seus híbridos em tanques-rede, viveiros escavados e barragens, desde a implantação do empreendimento aquícola até a despesca, para a produção de pescado seguro, viável e com qualidade.

Simone Jones, da Seafood Watch, falou sobre o projeto em andamento na Ásia, sob a responsabilidade do Asian Seafood Improvement Collaborative, que busca definir padrões para ajudar a aquicultura de camarão asiático a melhorar a qualidade, utilizando os critérios do sistema Seafood Watch, além de definir os requisitos de segurança social e rastreabilidade.

Em princípio, a ideia é que o protocolo brasileiro de melhoria da aquicultura use os conceitos do projeto para camarão na Ásia, dando ao produtor nacional um suporte para futura certificação ou que ele tenha um produto de qualidade seguindo as normas técnicas da ABNT.

O primeiro passo para a criação da certificação será a formação de um grupo de trabalho para definir os moldes do programa. A intenção é que o primeiro encontro desse grupo ocorra ainda em setembro de 2017.

A Peixe BR ficou responsável pelo desenvolvimento da arte visual do selo de certificação, lembrando que juntamente com esta selo terá a logomarca do Inmetro.

Francisco Medeiros pontuou que, atualmente, 90% das exportações brasileiras de peixe cultivado são destinadas aos Estados Unidos e que a iniciativa será importante para o futuro da atividade no Brasil.

“Nosso grande desafio é sensibilizar o produtor da importância da certificação. É um trabalho que precisa ser feito no dia a dia, explicando as vantagens. O resultado financeiro não vem de imediato, mas é certo a longo prazo. O momento é de vendermos a ideia. Quanto mais pessoas agregarmos ao processo, mais solidez teremos. Com todos falando a mesma língua será mais fácil mostrar para o produtor os benefícios que ele terá”, disse o presidente executivo da Peixe BR.

Áreas de Atuação

Associe-se

javaversion1
Warning: passthru() [function.passthru]: Cannot execute a blank command in /home/storage/a/45/01/peixebr/public_html/wp-content/themes/tilapia_br/footer.php on line 3