Esses números foram apresentados em primeira mão para Eumar Novacki, secretário executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) em reunião com a diretoria executiva e o conselho da Associação Brasileira da Piscicultura (PEIXE BR), no dia 19 de janeiro de 2017.

O secretário executivo da entidade, Francisco Medeiros, destacou o trabalho da PEIXE BR no fomento e na defesa dos interesses da cadeia produtiva da Piscicultura. A entidade já reúne associados de praticamente todos os segmentos, incluindo produtores de peixes, produtores de alevinos, fábricas de ração, indústria de equipamentos e indústria de medicamentos.

Além disso, a PEIXE BR destacou sua representatividade, pois a associação já representa cerca de 50% da produção nacional de peixes cultivados e 65% da produção de ração para peixes.

A entidade entregou a Eumar Novacki, que acumula o posto de ministro interino na ausência de Blairo Maggi, documento detalhando a situação atual dos principais gargalos da cadeia produtiva, que inviabilizam o desenvolvimento da atividade no país.

A reunião também objetivou reforçar o alinhamento entre o trabalho da entidade e o Ministério, conforme as demandas estabelecidas no documento entregue ao MAPA:

– Áreas aquícolas da União
– Isenção do PIS e COFINS da ração
– Importação de pescados
– Promoção do peixe de cultivo
– Sanidade Aquícola
– Instrução normativa 35: extinção do RGP