Por serem animais pecilotérmicos, as funções biológicas dos peixes estão relacionadas diretamente às condições do ambiente. Assim, quedas bruscas de temperatura nos tanques de cultivo podem influenciar de forma negativa sua produtividade e saúde.

As baixas temperaturas são capazes de gerar grande estresse e redução da condição imunológica dos peixes, deixando-os mais suscetíveis à ação de patógenos, como fungos, bactérias e protozoários. Para minimizar os danos ocasionados pelo frio, podemos inserir no plano alimentar ingredientes funcionais como a Proteína Hidrolisada de Frango (PHF).

O uso de PHF — que é bastante biodisponível devido ao processo de hidrólise enzimática —confere maior absorção e melhor uso dos nutrientes da dieta, auxiliando no estado de saúde geral do animal e maior rendimento do filé.

Hidrólise enzimática

Os processos de hidrólise são responsáveis pela quebra de grandes moléculas em moléculas menores que serão absorvidas com maior eficiência e agilidade pelos animais, e que podem ser realizadas por meio de processos químicos, térmicos ou enzimáticos.

Em nível proteico, um dos processos de destaque é a hidrólise enzimática, que por meio da ação de enzimas reduz o tamanho das proteínas, transformando-as em peptídeos bioativos.

Proteína Hidrolisada de Frango e seus benefícios

Resultante do processo de hidrólise enzimática, a Proteína Hidrolisada de Frango — composta por carne, fígado e vísceras de frango — é uma ótima opção para fornecer alimentação de maior qualidade e funcionalidade às dietas dos peixes.

Estes benefícios estão relacionados com a presença de peptídeos bioativos, que, por apresentarem massas moleculares muito menores do que as proteínas brutas, são mais facilmente assimilados pelo organismo.

Um dos benefícios desse ingrediente é o aumento no rendimento do filé. Estudos realizados na Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) demonstram que Tilápias do Nilo adultas (Oreochromis niloticus) que recebem 4% de PHF na dieta aumentam cerca de 6,75% o rendimento de filé, em comparação com dieta isoproteica, sem o uso do ingrediente (Gráfico 1). Este aumento de filé é demonstrativo da melhoria da produtividade do cultivo de peixes e aumenta o rendimento do produtor.

Gráfico 01: Rendimento de filé em tilápias adultas x níveis de inclusão de PHF

Um diferencial do produto é que a PHF BRF Ingredients possui composição racional de nutrientes para Tilápias do Nilo, que favorecem a estabilidade dos rendimentos de produção nos períodos críticos e a redução da temperatura ambiente diminui proporcionalmente o metabolismo dos animais.

Além disso, é possível observar que, após a inclusão de PHF em até 5%, os animais apresentaram redução nos níveis de VLDL (lipoproteínas de baixa densidade) que transportam o colesterol do fígado para as células e triglicerídeos, seguidos do aumento de HDL (lipoproteína de alta densidade), que leva o excesso de colesterol circulante novamente ao fígado para ser eliminado do organismo (Gráficos 2, 3 e 4).

Esta melhora no perfil lipídico dos peixes, de diminuição do colesterol nocivo e aumento do colesterol benéfico, comprova a melhoria da saúde dos peixes.

Gráfico 2: VLDL no plasma sanguíneo (mg\dL) com inclusão de Proteína Hidrolisada de Frango (PHF).

Gráfico 3: HDL no plasma sanguíneo (mg\dL) com inclusão de Proteína Hidrolisada de Frango (PHF).

Gráfico 4: Triglicerídeos no plasma sanguíneo (mg\dL) com inclusão de Proteína Hidrolisada de Frango (PHF).

Conclusão

Para alcançar melhores índices produtivos, independente da época do ano, a inclusão da Proteína Hidrolisada de Frango mostra-se eficiente como ingrediente de qualidade e propriedades funcionais.

Os benefícios da PHF da BRF Ingredients são diversos e comprovados cientificamente, como o maior rendimento de filé em adultos e melhora no perfil lipídico do plasma sanguíneo, conferindo maior produtividade ao produtor e melhora dos parâmetros de saúde dos peixes.