Em pauta, os principais problemas sanitários da Tilápia no estado de Minas Gerais, bem como as ações que precisam ser tomadas para redução dos impactos negativos das principais doenças.

Foi apresentado pelo setor produtivo do estado a dificuldade no licenciamento ambiental, já que não há legislação especifica que regulamente o setor, criando um quadro grave de insegurança jurídica, afetando diretamente o crescimento da atividade no estado.

A pesquisadora da Embrapa Pesca e Aquicultura, Dra. Licia, apresentou o projeto estruturante da Piscicultura, ainda em fase inicial. Já houve aprovação do órgão financiador (BNDES) e aguarda-se a liberação dos recursos para início dos trabalhos.

O presidente da Comissão, Eduardo Ono, falou da experiência do Paraná na implantação do licenciamento ambiental eletrônico.