Em mais uma ação para o fortalecimento da cadeia de piscicultura brasileira, a Associação Brasileira de Piscicultura (Peixe BR) anuncia a criação do Comitê de Sanidade, composto por associados com formação técnica que atuam diretamente no segmento de saúde animal. Segundo o presidente executivo da entidade, Francisco Medeiros, o intuito é que o grupo possa trazer mais agilidade nos processos de forma especializada, discutindo os desafios sanitários, estratégias de controle e boas práticas de manejo que se aplicam à realidade de cada região do país.

“Para crescer com credibilidade, a piscicultura brasileira precisa solucionar os problemas relacionados à sanidade animal. É imprescindível trazer luz à esse tema de alta importância e criar regras urgentes para uma produção cada vez mais sustentável e segura. A cadeia já trata a questão com muita seriedade há anos e, por isso, precisamos regularizar as boas práticas de manejo e biosseguridade”, alerta Medeiros.

A criação do comitê também vem para contribuir com o Programa Nacional de Segurança Aquícola, elaborado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) mas que ainda não está em fase de implantação. Luiz Eduardo Conte, Coordenador do Comitê de Sanidade explica que o grupo irá auxiliar nesse processo, para que seja feito segundo os procedimentos técnicos e de normas do MAPA, levando em consideração sua aplicação e acessibilidade para o setor produtivo.

“Já conseguimos abrir caminho para discutir os temas urgentes para a atividade e contamos com o apoio das autoridades que entendem a necessidade do nosso suporte como especialistas, com o intuito de melhorar a distribuição de informações e recomendações do MAPA à cadeia. Nosso propósito é manter um canal de comunicação direta da Peixe BR com órgãos governamentais e o mercado como um todo”, explica Conte.

Durante a primeira reunião com as autoridades federais, participaram Valeria Stacchini Ferreira, Auditora Fiscal Federal Agropecuária, Jorge Caetano Junior, Coordenador-Geral de Sanidade Animal, André da Silva Pinto Carneiro, Chefe do Serviço de Auditoria da Coordenação-Geral de Inteligência e Estratégia da Secretaria de Defesa Agropecuária e Winnie Muniz Brum, Auditor Fiscal Federal Agropecuário do MAPA. No primeiro momento, o objetivo foi apresentar ao MAPA a estrutura de trabalho do Comitê Sanitário da PEIXE BR e seus integrantes, além de levar sugestões de medidas para os problemas urgentes do setor.

O Comitê de Sanidade ainda foi dividido em oito grupos de estudos que irão ampliar o leque de assuntos discutidos, explorando a complexidade de cada desafio. “Queremos usar nosso conhecimento técnico e proximidade com a rotina dos produtores para fortalecer a piscicultura brasileira e alavancar seu desempenho, entendendo as particularidades de cada elo da cadeia”, conclui o coordenador.