O Grupo de Trabalho de Pesquisa e Desenvolvimento (GT P&D), do Comitê de Tilápia da Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR) – criado para estreitar a comunicação e a interação entre os setores produtivo e de pesquisa na piscicultura brasileira, reuniu-se remotamente no dia 1º de junho, quando recebeu o Dr. Tsen Chung Kang, Diretor de Inovação e de Pesquisas de Novos Negócios do Grupo Jacto, importante empresa do agronegócio e referência internacional.

Dr. Kang detalhou sua atuação na área de Ecossistemas de Inovação, ressaltando a importância da genômica, informação (dados e automação) e uso da alimentação como promotor de saúde para o homem.

Ecossistemas de Inovação, segundo o Dr. Kang, “são ambientes que organizam a interação de várias ferramentas concretas e virtuais, permitindo que empresas, instituições de pesquisas e órgãos de fomento possam atuar em perfeita sinergia com o objetivo de encontrar soluções visando o desenvolvimento de tecnologias e estratégias em que cada agente contribui de forma decisiva em todas as etapas”. Ele destaca que cada elo tem sua função bem definida nesse processo, “de modo que há otimização dos custos e dos ganhos em todas as etapas, incluindo desenvolvimento, avaliação, validação, viabilidade e comercialização de produtos e tecnologias”.

O GT P&D, do Comitê da Tilápia da Peixe BR, entende que os Ecossistemas de Inovação apresentados pelo Dr. Kang se encontram perfeitamente materializados com o desenvolvimento da piscicultura, especialmente da tilapicultura, pois essa atividade está perfeitamente vinculada às áreas prioritárias do milênio, que são alimentação saudável, produção amiga do meio ambiente, genômica, automação, aquicultura de precisão, gestão de dados, inclusão social e segurança alimentar.