O presidente executivo da Peixe BR, Francisco Medeiros participou do painel de debates “A Viabilidade da Aquicultura e Pesca em uma mesma estrutura do governo”, durante a Aquishow Brasil 2018.

Durante o painel, Francisco Medeiros reforçou a posição da  Peixe BR contra a pesca e a aquicultura ocuparem a mesma estrutura do governo. Entende-se que, o setor de piscicultura foi deixado de lado e teve o seu desenvolvimento prejudicado, devido ao fatos de nos últimos 15 anos o governo ter-se utilizado da pesca para fazer politica pública em beneficio próprio.

Dentre os motivos explanados pelo presidente da Peixe BR, ressalta-se o ultimo levantamento feito pela Procuradoria Geral da Republica (PGU), constatando, que 65% das carteirinhas de “pescadores”, que recebiam o seguro defeso, são falsas.

Outra situação preocupante relatada por Francisco Medeiros foi que até hoje o governo não cumpre a única meta exigida pelo setor, que é a regularização dos empreendimentos aquícolas em águas da união.

O painel fez parte da programação da Aquishow Brasil, evento que reúne todos os elos da cadeia produtiva para discutir os mais diversos assuntos ligados do segmento, com o objetivo de aperfeiçoar práticas de produção e seu desenvolvimento sustentável. Além disso, o evento também busca aproximar produtores de novas técnicas e tecnologias voltadas para o incremento da Aquicultura em tanques rede ou viveiros escavados, bem como salientar a importância da sustentabilidade da atividade sob os aspectos econômico, social e ambiental. Trata-se um evento de negócios voltado para a aquicultura, atividade em plena expansão no país e as perspectivas para o setor são otimistas.

Além do Presidente da Peixe BR, participaram do debate, o Ex-Chefe Geral da Embrapa Pesca e Aquicultura Carlos Magno, o Secretário Executivo da Associação Cearense de Aquicultores Antonio Albuquerque, o Presidente do Sindicato da Indústria da Pesca no Estado e São Paulo SIPESP Roberto Imai, o Coordenador de Regularização Fundiária do ICMBio Cleberson Zavaki, e o Engenheiro de Pesca Sérgio Pinho. O debate foi mediado pelo Diretor Técnico de Departamento do Instituto de Pesca, Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, APTA/SAA/SP, Luiz Marques da Silva Ayroza.